segunda-feira, 22 de junho de 2009

II ECU - Patos/PB

Pessoal esperando o carro

Duas horas da tarde... as pessoas que estavam na prefeitura esperando o carro marcado e remarcado para seguir rumo ao II ECU, em Patos, ainda fariam calos em suas bundas de tanto esperar: o cara simplesmente não apareceu e nos deixou na mão. Quando ligamos para ele, soubemos que ainda estava em Serra Negra (o carro era de lá), sentado em sua poltrona e vendo TV. Não nos deu nenhuma desculpa plausível e nem parecia estar muito incomodado com isso... bem, espero que ele morra no fogo do inferno e que pegue uma doença sexualmente transmissível (praga do Zé do Caixão). De última hora, e com muito estresse, conseguimos um outro carro e o dono era bem mais gente fina, foi até melhor assim.

Queríamos sair daqui as 14:30, mas só conseguimos mesmo deixar a cidade por volta das 17:00 horas. Chegamos em Patos mais ou menos as 18:45 perdendo assim a apresentação do Monkey’s of Devil, a primeira banda da noite, infelizmente, mais mesmo assim foi massa.

O local era perfeito! Nem muito grande e nem pequeno demais. O palco era massa, o som nem se fala, era de primeira. O cara que tomava conta da mesa de som também sabia mais ou menos o que estava fazendo e era muito gente boa, o que pedíamos ele fazia sem pestanejar, e isso era massa. Quem é de banda sabe que as pessoas que trampam com mesa de som são meio egocêntricas e não aceitam opinião de ninguém, tornando a coisa bem mais difícil... esse aqui era gente boa.

Acai

A segunda banda da noite foi o Acai que, em resumo, era uma banda cover... tocaram sons de várias bandas legais, entre elas Motörhead. O vocal do carinha, que conversei e tudo mais, era massa, por isso achei que ele estava “se perdendo” cantando covers naquela festa. A meu ver, a banda poderia investir em músicas próprias e se dar bem. O vocal é massa e os caras sabem tocar, só falta mesmo iniciativa e partirem para um som próprio, garanto que se darão bem.


Sertão Sangrento

O Sertão Sangrento sobe ao palco e se prepara para o som... em pouco tempo passamos tudo e mandamos ver. Era a minha estréia e eu tava na instiga, assim como o resto dos caras. Posso dizer que foi massa e que, segundo boatos, eu me sai bem, nada fora do comum, mas acho que foi muito legal até. Tocamos o punk horror de sempre e a galera agitou do começo ao fim.


Manxa Roxa

Em seguida temos o Manxa Roxa, que me surpreendeu. A banda melhorou bastante desde a última vez que os vi tocando, e eu curti. Acho que o tempo que o vocalista morou em São Paulo ano passado serviu pra atiçar ainda mais os ânimos do pessoal, inclusive a mim, que já fiz um convite para os caras tocarem aqui em Caicó.

Até este ponto eu já estava meio vendo a luz (bêbado) e não me lembro 100% da ordem das demais bandas, mais acho que a outra foi o Sangrianismo, que mais parece um projeto experimental de Grind Core. Aqui temos apenas um cara cantando (urrando) e tocando guitarra e um baterista. Curti a iniciativa e achei interessante os covers que eles tocaram do Zumbis do Espaço, deixando eles bem Grind e o som da banda, ate certo ponto, diferente das demais.

Em seguida temos o Rumores, que leva covers de bandas Pop Rock, o que não podia faltar na festa... serviu pra alegrar as meninas e os ânimos do pessoal que já estava nas últimas.


Zoltan

Por fim, o Zoltan sobe ao palco e mostra um Black Metal bem tocado, com letras próprias e muito Satanismo nas ruas de Patos. Os caras estão com uma cara nova, agora com um novo guitarrista, deixando o som da banda muito mais extremo e audível. Esta foi outra banda que melhorou muito desde a última vez que os vi em ação, ano passado. Lançaram até uma demo intitulada Wrath in The Goat’s Eye contendo 5 faixas bem gravadas e executadas que, futuramente, terei o prazer de postar aqui no blog junto com uma resenha mais detalhada sobre o material.

A festa chega ao fim sem maiores imprevistos, apenas com alguns incidentes envolvendo uma galera mais “animada”, mas que não deu em nada e que acabou na paz, como sempre acontece.

Voltei para casa feliz e contente, porque toquei para pessoas que valiam à pena, revi bons amigos, fiz novos contatos e bebi muita cerveja.

Posso dizer que foi um prazer tocar em Patos novamente, esquecendo tudo o que aconteceu da última vez que estivemos por lá. Pude notar muita gente de fora no rolé, a galera das antigas e o pessoal mais novo também, deixando o lugar com mais ou menos 100 pessoas, provando que Patos tem tudo pra dar certo, em se tratando de Rock, basta agora as bandas se juntarem mesmo (como já o fizeram) e tomarem a cena da cidade para elas. Fazer mesmo festa todo mês, chamar as bandas que estão afim de tocar e botar pra fuder! O pessoal mostrou mesmo o verdadeiro espírito “Do it yourself”, deixando isso bem claro e escrito em um cartaz bem grande, no palco.

É isso ai, galera... se quiser alguma coisa boa de verdade, tire a bunda da cadeira e faça você mesmo!

Segue um vídeo gravado do Sertão Sangrento no dia do Show:


9 comentários:

Icaro disse...

andré é malhado, viu.
aposto que o povo tava rindo da cara dele nessa primeira foto. =D

Márcio Death disse...

Homi, botaram uma foto no profile do evento, no orkut, que Del tá parecendo um demônio, ou uma pessoa normal doida possuída pelo capeta...
Sei lá que porra é aquela...rsrsrsrsrsrs
Mas dá mêdo....!!!!

Anônimo disse...

O sertão foi a melhor banda, sem dúvidas. Comparada as outras bandas do evento, só se salva mesmo o mancha rocha, porque o restante ainda tem muito o que aprender.

a diferença era grande, até na hora de passar op som o sertão foi mais profissional. a única coisa que não gostei mesmo foram das duas ultimas musicas deles que eram bem pesadas e também porque não tinha cd deles pra vender, da próxima tragam um cd com as musicas de vcs.

Ass. Miro

Icaro disse...

eram bem "satanás te cuida" e "animal". também num gosto dessas musga não.

Raniery Padeiro disse...

Ainda não tinha visto o Blog, mas a reportagem ficou muito bem feita.
Agradeço, em nome da OBAP, a galera que compareceu ao evento aqui em Patos.

Eu também revi bons amigos de Caicó, pude trocar idéias e boas risadas ao longo da noite.

Forte Abraço a todos.

Raniery Padeiro

romario disse...

que pena que vocês não puderam ver o monkeys mas mesmo assim o evento foi gravado! sendo assim podem ver como nos saimos!!!!


do caralho o Blog gostei muito de ver o desenpenho das bandas principalmente o "Zoltan em que eu e meus irmãos de sangue " Jessé, Leleu e Frank" tocamos!!!!!!!!


Romário

romariogregor disse...

Agora pontos são importantes a serem notados:

- O evento foi totalmente "UNDERGROUND"!
- Pelo menos o Monkeys acho que também o manxa e a maioria das outras bandas não procuram aceitação de polser nenhum!
- O principal que procuramos e mostrar o que sentimos sobre o que sentimos e as condições em que vivemos!
- não queremos fazer bonitinho pra ninguém apenas nos expressar e mostrar nossas opiniões e nosso trabalho!

Por tais questões e por muitas outras não nos importamos com picas polser's se gostaram ou não da apresentação!

Só sei que o evento foi do caralho só tenho a agradecer ao "Sertão sangrento" por vir e mostrar o seu trabalho!!!!
"FOI DO CARALHO SERTÃO"

Luciferith - ZOLTAN disse...

Porra...

Eu como Baterista do Zoltan, posso dizer que foi um dos melhores eventos que o zoltan ja fez e pena mesmo que não pude ver o SERTÂO TOCANDO só tive uma chance de ver.

Mais a unica chance foi a melhor banda que ouvi nesse evento.

Luan disse...

Zoltan
grande banda de BM, melhor que muitas bandas com nome no cenário do Black metal
quero o CD quando lançar
valeu

layout por WART :]